Você está aqui: Página Inicial / Ouvidoria / HABITAÇÃO

HABITAÇÃO

última modificação 17/10/2019 15h56

JI-PARANÁ RO 15/10/2019 CARTA ABERTA (0000) Caríssimos Vereadores eleitos. O motivo de minha carta aberta são muitos. Mas para ser sucinta vou me ater apenas ao mais gritante que é o caso da habitação. Senhores vereadores, não sei narrar a história do *projeto habitacional morar melhor ll* Mas a verdade é que faz alguns anos que teve início e até o momento não tomamos posse do nosso imóvel. São centenas de famílias sorteadas e, por motivos não bem explicados, ainda não tomamos posse do nosso imóvel. Somos famílias paupérrimas e muitas em situação de vulnerabilidade. Algumas pessoas sorteadas já faleceram sem receber o imóvel que lhe é de direito. Eu e centenas de desempregados estamos aguardando esse direito para ter qualidade de vida e poder exercer a nossa cidadania. Não lhes peço que resolvam a situação política do país como um todo, porque os senhores não possuem superpoderes, mas apenas peço em nome de milhares de famílias que os senhores resolvam esse problema da habitação que é o nosso direito sendo negado. Eu pergunto: por que? Sou eleitora de pouco estudo mas percebo que minha conversa política tem que começar pelos senhores já vereadores, pelos aspirantes à continuidade do cargo e por aqueles que pleiteiam uma vaga na Assembleia Legislativa. Sei que o vereador é o “porta-voz” do eleitor na câmara legislativa Municipal e por isso me reporto aos senhores nessa carta aberta. Primeiro, gostaria de saber o que um porta-voz de gabarito faz? Então vejamos, se o porta-voz é o representante do eleitor perante a sociedade em que ele vive, todas as informações relacionadas às necessidades deste serão transmitidas por meio dessa pessoa em plenária, ou seja, é um trabalho de muita responsabilidade, pois é preciso saber como se portar nas mais variadas situações. É nessa linha de pensamento, que como eleitora que sou, Tenho certeza que o meu porta-voz tem que ter uma conduta condizente com o cargo que ocupa. Assim sendo, creio fielmente que os senhores vereadores após lerem essa carta saberam perfeitamente como se posicionar e principalmente cumprir seu papel, que é : REPRESENTAR as preocupações coletivas. Dessa forma trazendo para o debate na Câmara questões relacionadas a cultura, educação, segurança pública, saneamento, limpeza, saúde, turismo, meio ambiente, entre outros temas de interesse da cidade onde vivo e dos cidadãos ( meus irmãos de condição política); LEGISLAR em favor das necessidades da população: estudantes, juventude, minorias, dos grupos organizados, das associações, dos sindicatos e do cidadão consciente dos deveres do Poder Público. Elaborando ou revogando leis, o meu representante deve preparar leis que têm interesse para a sociedade onde vivo. Essas leis devem ser efetivas, aplicáveis, equilibradas e atender aos desejos do povo de minha cidade. Confio plenamente no meu porta-voz para saber o que fazer para aprimorar o projeto de lei, conhecer todas as suas implicações na sociedade, os valores envolvidos, o impacto que isso causa e os resultados, e pra isso, precisa me ouvir, não só em época de eleição, ele tem que me ouvir durante 4 anos. Eu poderia escrever um "jornal" mas vou me ater ao que urge: esse problema com HABITAÇÃO. Respeitosamente Elza Lenzi. Abraços!

: 17/10/2019 15h56
: Reclamação
: Ouvidoria
: 20191017195654
: Pendente

Respostas

Ainda não existem respostas para esta solicitação.

Lista de arquivos anexados

Esta solicitação ainda não contém nenhum arquivo anexado.

Ações do documento

Mídias Sociais

Facebook Twitter Linkedin Youtube Flickr

Portal do Servidor

Transparência