Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Welinton Fonseca (Negão) quer economizar recursos para ser investido na saúde

Welinton Fonseca (Negão) quer economizar recursos para ser investido na saúde

por Fernanda publicado 12/02/2021 08h55, última modificação 12/02/2021 09h43
O novo presidente da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores (Poder Legislativo), de Ji-Paraná, vereador Welinton Fonseca / Negão (filho do prefeito Isaú Fonseca), se pronunciou sobre a situação da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

Fonte / Jornal Diário da Amazônia

O novo presidente da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores (Poder Legislativo), de Ji-Paraná, vereador Welinton Fonseca (filho do prefeito Isaú Fonseca), se pronunciou sobre a situação da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), no município, e a situação da casa de leis e seus projetos. Welinton Fonseca / Negão falou com a reportagem do Diário da Amazônia, antes do ato de posse da vereadora Vera Márcia do Partido dos Trabalhadores (PT). O ano legislativo, em Ji-Paraná, deve começar no próximo dia 23, terça-feira.

Antes do ato de posse de Vera Márcia, o presidente da casa de leis lembrou que o ano de 2021, na verdade para ele, começou somente neste mês de fevereiro. Segundo ele, no primeiro do ano, foi um dos mais complicados para a família, com o mesmo infectado pela Covid-19, o pai (prefeito), também com problemas de saúde, tendo que ser submetido a procedimentos cirúrgicos. “Por causa da Covid-19, tive que passar mais de 20 dias isolado. Isso complicou bastante o começo do nosso trabalho, travando todas as nossas ações”, lamentou. Além do próprio presidente, o Poder Legislativo de Ji-Paraná, também teve alguns dos atuais vereadores infectados, mais de 12 servidores afastados, e um dos novos eleito, Eder Biazatti (PT) vindo a óbito.

Estrutura

Welinton Fonseca / Negão também falou sobre a situação, em todos os aspectos da casa de leis. Segundo ele, o Corpo Técnico deve começar, nos próximos dias, o trabalho de verificação das condições, principalmente o financeiro. “Quero tomar conhecimento desse relatório o quanto antes”, afirmou. E finalizou: “A nossa principal meta é economizar o máximo de recursos possível, e devolver para a prefeitura investir na saúde”.

MUDANÇA

Ontem também no mesmo ato, o Diário da Amazônia tomou conhecimento que alguns vereadores pretendem apresentar um requerimento junto à Mesa Diretora, para apresentar proposta de mudança de horário das sessões legislativas. As reuniões continuariam a acontecer nas terças-feiras mas em outro horário, passando das 9h para as 19 horas. Ao menos, quatro vereadores estudam essa possível mudança, sendo eles: Nim Barroso, Edisio Barroso, Dra. Rosana Veterinária, Bruno Carvalho e Janethe Almeida.

Mídias Sociais

Facebook Twitter Linkedin Youtube Flickr

Portal do Servidor

Transparência