Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Welinton Negão pede que Procon fiscalize preços em postos de combustíveis

Welinton Negão pede que Procon fiscalize preços em postos de combustíveis

por jip — publicado 08/02/2019 13h25, última modificação 28/01/2020 13h40
De acordo com o vereador, o valor da gasolina em Ji-Paraná está entre os mais altos da região central de Rondônia

 

O vereador Welinton Negão (PR) protocolou no Procon -, órgão que atua na proteção e defesa do consumidor, que apure de denúncias de preços abusivos praticados nos postos de combustíveis de Ji-Paraná. Segundo ele, os valores nas bombas estão entre os mais altos da região central de Rondônia.   

“Temos uma das gasolinas mais caras do estado de Rondônia e, até certo ponto, sem explicação. Municípios que estão situados antes e depois de Ji-Paraná têm uma gasolina mais barata. Por isso, meu gabinete encaminhou ofício ao Procon para que auxilie a população na fiscalização dos preços”, sustentou.

De acordo com Welinton Negão, motoristas deixam a cidade de Ji-Paraná para abastecer em outros municípios durante a viagem, por causa dos preços. O vereador admitiu que vê sinais de alinhamento de preços, no entanto, a confirmação deve ser feita pelo órgão competente.

“Não me parece justo que o consumidor [ji-paranaense] tenha que pagar preços, com diferença de centavos, em todos os postos da cidade”, garantiu. No seu entender, a livre concorrência deveria fazer os preços baixarem ao contrário de se estabilizar no teto máximo. O valor médio da gasolina no município é de R$ 4,70.

Negão esclareceu que o pedido está restrito à fiscalização de preços nas bombas. Ele rebateu que o pedido tenha em seu conteúdo à apuração de fraudes. “Mas não está descartada a possibilidade que isso venha a acontecer [adulterações nos combustíveis]. E se ocorrer, da mesma forma, vamos acionar outros órgãos como o Inmetro”, avaliou.

Texto: Jairo Ardull

Foto: Marcos Gomes   

Mídias Sociais

Facebook Twitter Linkedin Youtube Flickr

Portal do Servidor

Transparência