Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Edivaldo Gomes aciona MPF para garantir segurança em trecho da BR-364

Edivaldo Gomes aciona MPF para garantir segurança em trecho da BR-364

O vereador pediu a instalação de redutores de velocidade ou semáforos no trecho urbano da BR-364 que dá acesso à Escola Estadual Jovem Gonçalves Vilela

 

 

O vereador Edivaldo Gomes (PSB) protocolou pedido no Ministério Público Federal (MPF), em Ji-Paraná, solicitando uma ação contra o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para instalar redutores de velocidade ou semáforos no trecho urbano da BR-364 que dá acesso à Escola Estadual Jovem Gonçalves Vilela.

De acordo com o Edivaldo Gomes, o tráfego intenso de veículos na rodovia tem colocado em risco a vida de estudantes e moradores de bairros próximos. “É uma região em que ocorreram vários acidentes graves. No passado, já tivemos alunos da Escola [Estadual] Jovem Vilela como vítimas. E depois que alargaram a rodovia, aumentou o número de acidentes”, alegou.

Gomes também lembrou que, em junho de 2019, um atropelamento, no mesmo local, vitimou uma servidora pública. “Vamos ficar esperando que mais pessoas se acidentem ou percam a vida porque providências não foram tomadas pelos órgãos competentes?”, questionou.

O vereador afirmou que, na semana passada, encaminhou o pedido ao escritório do Dnit, no município, para instalação de redutores de velocidade. De acordo com a autarquia, não há recursos para atender à solicitação. “Eles me informaram que ainda trabalham com sobras de 2018, que são insuficientes para atender essa solicitação”, garantiu.

Em estudo, a Polícia Rodoviário Federal (PRF) confirmou à necessidade de melhorar a sinalização no trecho e a instalação de redutores de velocidade para dar mais segurança aos pedestres. No início desde ano, um equipamento que limitava a velocidade máxima em 50 km foi desativado por determinação do governo federal.

Gomes confirmou que fez chegar aos membros da bancada federal rondoniense pedido para que pressionem diretores do Dnit, em Brasília, a instalar redutores de velocidade no local. “Estamos pedindo pelas vidas de estudantes, pais e mães que todos os dias têm que atravessar esse trecho da rodovia”, protestou.

Texto: Jairo Ardull

Foto: Marcos Gomes/Assessoria  


Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.

Mídias Sociais

Facebook Twitter Linkedin Youtube Flickr

Portal do Servidor

Transparência

TV Legislativa

02° Sessão ordinária - 26/02/2019

Mais vídeos…