Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / CMJP adia provas de concurso público por tempo indeterminado

CMJP adia provas de concurso público por tempo indeterminado

por Fernanda publicado 02/04/2020 11h00, última modificação 02/04/2020 11h00
A suspensão faz parte de uma série de medidas que o município, o estado de Rondônia e o Brasil têm adotado para conter o avanço do vírus

A Câmara Municipal de Ji-Paraná (CMJP) aditou, por tempo indeterminado, a realização das provas objetivas e discursivas que seriam realizadas no dia 29 de março de 2020. A decisão, segundo o presidente da CMJP, Affonso Cândido (DEM), ocorreu em função dos casos suspeitos do novo coronavírus no município.

Em comunicado, a CMJP afirma que a suspensão faz parte de uma série de medidas que o município, o estado de Rondônia e o Brasil têm adotado para conter o avanço do vírus. Um novo calendário das provas será divulgado para os inscritos, após a avaliação dos efeitos da pandemia.

“Neste momento, estamos considerando a saúde da população ao adiarmos as provas. Pessoas de outras cidades e até de outros estados se inscreveram no concurso. Vamos continuar mantendo o isolamento, principalmente de idosos, e o distanciamento social para vencermos essa pandemia”, assegurou o presidente Affonso Cândido (DEM).

No concurso, são oferecidas duas vagas para motoristas que possuam ensino fundamental completo, habilitação para veículos e motocicletas, uma vaga para técnico em informática (nível médio) e uma para procurador (advogado) da CMJP. Os salários variam de R$ 1.820, 27 a R$ 5.419, 34.

O Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (Ibade), responsável pelo concurso, publicou em seu site o adiamento das provas. O Ibade justificou a medida ao Decreto Municipal nº 12.560 de 20 de março de 2020 que estabelece medidas temporárias de prevenção ao contágio e enfrentamento ao novo coronavírus. www.ibade.org.br/concurso/436/inicio

De acordo com o instituto, houve 1075 inscritos para o concurso da CMJP. Os organizadores reforçam que ocorreu o “adiamento” e não “cancelamento” das provas por causa das medidas restritivas, assim como outros concursos (em níveis municipal, estadual e nacional) que ocorriam no mesmo período.

Texto Jairo Ardull

Foto: Marcos Gomes

 

 

Mídias Sociais

Facebook Twitter Linkedin Youtube Flickr

Portal do Servidor

Transparência